quarta-feira, 24 de maio de 2017

O Molhe



Guardo na lembrança com carinho
As fotos que tiramos naquele molhe
Foram dias curtos que a vida colhe
Mas cada um escolhe seu caminho

A falta que sinto, certa forma me tolhe
Lembro quando tomamos aquele vinho
Cada lembrança guardo com carinho
E solto-te ao vento, pois livre escolhes

As palavras doces deixo num pergaminho
As palavras ásperas, queimo e encolhe
Ciente de que isso não fará voltar o ninho

Queria eu ter feito antes, que Deus olhe
Mas peguei eu a estrada do espinho
Agora sigo reto na maré que se recolhe

Nenhum comentário: