quinta-feira, 6 de abril de 2017

Dragão Vermelho - Fúria, Defesa, Determinação


Tu pensas, tu achas que é um jogo
Que podes falar o que queres porque está velho
Que podes falar o que queres, contra um coelho
Mas por trás, sou um dragão que cospe fogo

Sou um dragão, furioso e vermelho 
Vendo uma ameaça a ela, defendo logo
Não há santo algum que limito-me e rogo
Peço sua bênção e parto a arrancar o pentelho

Já nos basta de tal egoístico monólogo 
Conheço pessoas de gênio ao teu parelho 
Chega de vãs justificativas como astrólogo

Na nossa alma, não metes mais o bedelho
Conheço teu tipo, conheço teu psicólogo 
Não me enganas, fiques longe, te aconselho.



Nenhum comentário: