terça-feira, 4 de abril de 2017

Bicho do mato


Vale a pena expressar os sentimentos?
Realmente tiram os pesos da alma? 
Penso isso sempre que vou escrever
Penso tanto e acabo por me conter

A beleza vem da tristeza? 
Que utilidade tem essas poesias? 
A única certeza que elas dão
É que não são palavras vazias

Ainda procuro o meu caminho
No velho e vasto mar da solidão
Jamais tive um amigo inseparável
Ou incontestável e justa união

Gostaria de compartilhar meus interesses
Mas eu pareço mais um bicho do mato
De todas as combinações possíveis 
Poucas delas encontram o seu agrado

E o que posso fazer se minha casa continua vazia?
Se condições para laços fortes a vida não dá?
Se alguém um dia interessar compartilhar lá
Salvará minha esperança que um dia jazia

Nenhum comentário: