terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Fébruo


Hoje eu estou com músicas na cabeça
Músicas de natal, músicas de amor
Vendo a semana passar diante dos meus olhos

Tudo o que eu queria de presente 
Era a dádiva do não sofrimento
Mas parece que é o mais humano sentimento
Que por contraste, te torna contente

De que adianta recitar poesia
Se estou de barriga e mente vazia
E no lugar do coração, um buraco;
De que adianta de tentar de novo 
Se a vontade foi pro saco?

Convicção eu tenho, para ser celibatário
Mas não para seguir o sacerdócio
Mas o meu corpo é muito mandatário
Mesmo assim, a sofrer, prefiro o ócio

Hoje estou com calor e o clima não ajuda
Eu queria fazer mais, mas a gana tá miúda
Eu quero dar sentido, mas na real, a vida é nula...


Nenhum comentário: